domingo, 20 de abril de 2008

ROPO 011 + ROPO 012 + ROPO 013 - Vitamin B 11 + Evangelimoon + Cocco Club


ROPO 013 – Cocco Club
Série parodiada: Love Hina
Páginas: 60
Capa colorida, interior preto e branco, impresso em papel aparentemente vergê
Ano : ??
Editora: Oh! Saka Spirits

Zine com várias histórias, todas parodiando Love Hina. Por ordem: 1) um romance entre Motoko e Kaolla Su, em arte bem “SD” (arte nota 7); 2) Naru bem jovem tem um romance com Seta (produzido pelo melhor desenhista desta editora, arte 10 com louvor, ele desenha muito bem); 3) Sarah deixa Keitarô inconsciente e transa com ele (arte muito caricata e diferente da série, nota 7); 4) Seta e Haruka transam, numa história engraçada aonde ele se recusa a usar camisinha, e a acaba engravidando (arte 8); 5) o mesmo artista da história da Naru / Seta faz este lindo romance Yuri entre Naru e Orihime. A melhor arte da revista, nota 10; 6) pra encerrar, o artista da história Haruka / Seta fecha a revista com chave de ouro, trazendo a melhor e mais forte história do zine; Motoko descobre que está grávida e faz um aborto! (arte 8).

[EDIÇÕES DISPONÍVEIS. ATENÇÃO: contém cenas de lesbianismo]










ROPO 012 - Evangelimoon

Série parodiada: Néon Gênesis Evangelion e Sailor Moon
Páginas: 28
Capa colorida, interior preto e branco.
Ano: 1999 (??)
Editora: ??
Paródia cheia de originalidade, aonde as Sailors estão juntas assistindo um filme pornô protagonizado pelos personagens de Evangelion (!!). depois do filme, ficam excitadas e entram num relacionamento lésbico muito bom. A arte é extremamente próxima ao original parodiado, e muito boa. Ela parece ter sido publicada dentro de alguma revista maior, pois não há inclusive uma indicação de que a história acaba aonde está indicada. Isso não tira sua compreensão ou qualidade. Nota 10.

[EDIÇÃO DISPONÍVEL. ATENÇÃO: contém cenas de lesbianismo.]

ROPO 011 - Vitamin B11


Serie parodiada: Noir
Páginas: 56
Capa colorida, interior preto e branco.
Ano:?? (alguns desenhos indicam 2002)
Editora: ??
Várias histórias de artistas diferentes. Na primeira, muito engraçada, cita o episódio 8 (na HQ diz que é o 7) aonde Kirika e Meirelle são capturadas por um árabe. Aqui, eles abusam da Kirika de forma grosseira, chegando a inclusive enfiar mais de 30 balas no cu dela. Além disto, esta tem a melhor arte da edição. Na segunda história, com arte bem mais fraca, Meirelle transa com um estranho e chama a Kirika para participar. Relutante, Kirika então revela que é She – male, e entra na dança. Na terceira, com arte horrível (me lembra vagamente o autor do zine Love Hena, mas se é ele mesmo, aqui ele ainda não sabia desenhar), Meirelle, após uma missão, sente falta de sexo. Porisso, Kirika a masturba usando uma arma como vibrador. E pra encerrar, uns pin-ups muito bons, pelo autor da primeira história. Nota 7 – 8.

[EDIÇÃO DISPONÍVEL. ATENÇÃO: apesar de ser em forma extremamente surreal, contém certa violência sexual.]